Aflição crônica – uma amargura de saúde pública

Aflição crônica - uma amargura de saúde pública 1

A agonia crônica é uma enorme apreensão de saúde pública, impactando o norte e o sul global. Isso pode talvez resultar de imensas condições de saúde e normalmente podes ser tratado com analgésicos comuns. O artigo a acompanhar fornecerá alguns dados básicas sobre angústia e agonia crônica, além de formas de descobrir alívio. No decorrer do post, consideraremos o que podemos fazer pra solucionar esse problema crescente. Assim como discutiremos o papel da pesquisa médica e da política nesta área.

A angústia crônica é um defeito de saúde pública

A agonia crônica é uma charada significativa de saúde pública que influencia em torno de 116 milhões de adultos nos Estados unidos. Não só afeta negativamente a qualidade de existência de alguém, porém bem como custa à sociedade entre US $ 560 bilhões e US $ 635 bilhões por ano. Os custos são agravados pelo caso de que novas das populações mais vulneráveis ​​têm superior promessa de perceber angústia crônica. Felizmente, existem intervenções de saúde da população para resolver esse defeito.

Aflição crônica - uma amargura de saúde pública 2

É necessária uma abordagem abrangente de saúde pública pro gerenciamento da agonia pra combater concretamente o problema. Os esforços das entidades de saúde pública precisam incluir a participação de diferentes setores. Isso pode adicionar indivíduos com agonia, suas famílias, advogados de doenças, pesquisadores, profissionais de marketing social e empregadores. Ademais, as entidades de saúde pública necessitam incluir parceiros do setor privado na abordagem de dor crônica. Esta é a única maneira de combater verdadeiramente a dificuldade e torná -lo fração integrante dos cuidados de saúde.

Afeta em tão alto grau o norte global quanto o sul global

O conceito de angústia pela saúde é improvavelmente novo e influencia o norte global e o sul. Nas duas áreas, os modelos de assistência médica predominantes não consideram a inter -conexão de gênero, raça e ecossistema. Embora o último esteja frequentemente afiliado a uma saúde mais fraca e menor produtividade, o primeiro não. Ademais, a angústia na saúde é frequentemente acompanhada por maus -tratos percebidos, e as pessoas de cor correm desproporcionalmente em traço de diferenciação e maus -tratos.

Pesquisas afirmam que mais de 20% dos adultos experimentam a aflição mundial em determinado momento de suas vidas. A cada ano, em torno de 10% dos adultos são diagnosticados há pouco tempo com dor crônica. Entretanto, os sistemas de saúde pública fizeram relativamente insuficiente para aproximar-se as causas estruturais subjacentes da agonia. Contudo, os formuladores de políticas de saúde globais necessitam prestar muita atenção a esse dificuldade. Somente no momento em que eles entendem completamente as causas e consequências da agonia, conseguem jogar políticas e intervenções de saúde pública apropriadas.

Pode ser causado por uma variedade de condições de saúde

Tipos diferentes de aflição são categorizados segundo o tipo de condição subjacente. A maneira aguda de agonia ocorre prontamente e normalmente é temporária, desaparecendo depois da lesão ou a doença se curar. A aflição crônica é uma angústia permanente e persistente que não desaparece mesmo depois do tratamento da circunstância subjacente. Existem incalculáveis diversos tipos de dor, incluindo a dor referida, que se origina em outra cota do corpo, contudo é sentida na mesma área. Alguns tipos de aflição crônica são referidos e não específicos, como a dor neuropática, que se origina no corpo humano.

Inúmeros fatores são capazes de causar agonia crônica. O envelhecimento normal poderá causar angústia nos ossos e articulações. Danos aos nervos, falha em curar lesões e doenças são capazes de causar dor. Os medicamentos pra agonia são capazes de bloquear ou reduzir estas mensagens de angústia antes de chegarem ao cérebro. Os sintomas podem diversificar de uma leve angústia de cabeça a excruciante e conseguem ser categorizados como emergentes, subagudos ou crônicos. Alguns tipos de agonia crônica estão relacionados a doenças crônicas, como artrite reumatóide, câncer e doenças da vírio biliar.

Poderá ser tratado com analgésicos comuns

Os analgésicos comuns estão disponíveis sem receita (OTC). Eles contêm acetaminofeno e medicamentos anti-inflamatórios não esteróides, ou AINEs, como aspirina ou ibuprofeno de baixa dose. Os opióides, por outro lado, requerem uma prescrição de um provedor de saúde e são frequentemente usados ​​para cuidar a dor crônica ou enérgica. Eu não poderia esquecer-me de apontar um outro blog onde você possa ler mais a respeito, quem sabe neste instante conheça ele no entanto de cada maneira segue o hiperlink, eu gosto suficiente do assunto deles e tem tudo haver com o que estou escrevendo por este post, veja mais em Viva Sem Alergia.

Mais sugestões de editores recomendados:

Clique no próximo artigo

visite este hiperlink